Solitude

Mesmo às pressas
não posso acelerar,
mesmo divagando
não posso demorar,
Um paradoxo, nada
ortodoxo.
Olho o céu sempre que
posso, buscando, me guiar
sem me perder, sem me queixar,
de tudo que foi,
de tudo que é,
de tudo que ainda virá.



Corvinato