Solitude

Mesmo às pressas
não posso acelerar,
mesmo divagando
não posso demorar,
Um paradoxo, nada
ortodoxo.
Olho o céu sempre que
posso, buscando, me guiar
sem me perder, sem me queixar,
de tudo que foi,
de tudo que é,
de tudo que ainda virá.



Corvinato
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s